Medicina Tradicional Chinesa
Massagem Geotermal – Pedras Quentes
6 Novembro, 2017
O que é a Arte-Terapia?
4 Março, 2018
Medicina Tradicional Chinesa

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) é a denominação usualmente dada ao conjunto de práticas de Medicina Tradicional em uso na China, desenvolvidas ao longo dos milhares de anos da sua história.

Os principais métodos de tratamento da MTC são:

  • Acupunctura – método terapêutico que consiste na punção com agulhas, em pontos específicos do corpo com vista a melhorar a saúde, diminuir a dor ou modificar o estado geral do paciente;

  • Moxabustão – técnica que consiste na aplicação de calor nos mesmos pontos da acupunctura. Este calor obtém-se a partir de um charuto ou cone confecionado com folhas de artemisia vulgaris;
  • Ventosaterapia – Para esta técnica são utilizadas ventosas de bambu ou vidro, com efeito de sucção.
  • Massagem Tuina – O termo “tuina” significa “empurrar e agarrar”. A massagem Tuina é uma técnica específica da MTC e é aplicada nos mesmos pontos e ao longo dos mesmos meridianos que a acupunctura, embora também possa ser aplicada em toda uma zona do corpo.

  • Fitoterapia – Desde que o Homem existe que se faz uso de plantas para tratar doenças. A fitoterapia é, assim, o mais antigo sistema de cura do mundo. É a base da farmacologia moderna. É, também, indiscutivelmente, o mais antigo sistema de medicina do mundo, e o mais utilizado por todos os povos, sem exceção.
  • Dietética – A MTC considera os alimentos de forma semelhante à que olha para as plantas e assim prescreve uma dieta específica para cada diagnóstico. Há alimentos considerados Quentes, Mornos, Neutros, Frescos e Frios.
    Numa dieta comum, estes alimentos devem ter entre si um certo equilíbrio, mas um diagnóstico apurado pode recomendar incidir mais num ou noutro, conforme os meridianos e órgãos envolvidos no desequilíbrio energético;

Estes métodos de tratamento estão indicados para:

– Dor (cervicalgia, lombalgia, enxaqueca)

– Problemas Gastrointestinal

– Problemas respiratórios

– Doenças pediátricas (Febre, tosse, asma, diarreia, obstipação)

– Insónia, ansiedade, depressão

– Pós AVC (hemiplegia, paralisia facial)

– Entre outras.

 

Por Joana Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *